• Ana Mendes

EUA podem aumentar significativamente o valor das taxas de vistos de não-imigrante em 2022

Atualizado: Jan 10

Anúncio ainda não foi vinculado nas páginas oficiais do State Department, porém há rumores de que a os novos valores entrem em vigor antes de setembro de 2022

O Departamento de Estado norte americano recentemente divulgou uma regra proposta que aumentará o valor das taxas para solicitação dos vistos de não-imigrante. O propósito é atualizar os valores, que desde 2012 não sofrem reajuste embora os custos tenham aumentado a cada ano desde então (com exceção do visto E, que foi revista em 2014).

As novas taxas afetarão virtualmente todas as categorias de visto de não-imigrante, com taxas para pedidos de visto comum, como visto de turista (B-1 / B-2) e visto de estudante (F, M, J) aumentando em 53% - de $ 160 para $ 245, junto com cartões de passagem de fronteira para maiores de 15 anos. Os vistos de trabalho, como as categorias H, L, O, P, Q, R e E, terão alta de 63%, passando de US $ 190 para US $ 310. As dispensas do requisito de residência domiciliar de dois anos para titulares de visto J terão o maior aumento - 325% - chegando a US $ 510.

Impacto das alterações propostas de taxas

Veja abaixo os reajustes propostos




O Departamento usa um processo denominado “Modelo de Custo de Serviço” (CoSM) e, de acordo com esse modelo, as taxas pagas pelos solicitantes de visto devem ser suficientes para cobrir o custo para o governo de processar o pedido. Certas categorias e serviços, como vistos E e dispensa de residência em casa de visto J, exigem muito mais tempo e esforço para serem processados ​​e, portanto, espera-se que vejam aumentos maiores nestes casos.


Fontes: https://www.federalregister.gov/documents/2021/12/29/2021-28010/schedule-of-fees-for-consular-services-nonimmigrant-and-special-visa-fees

e https://www.boundless.com/blog/department-of-state-to-raise-niv-fees-2022/

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo